Câncer de boca deve atingir 14,7 mil novos casos no país este ainda este ano

Câncer de boca deve atingir 14,7 mil novos casos no país este ainda este ano

O Ministério da Saúde alerta para hábitos simples e saudáveis, como boa higiene, não beber e não fumar, que podem ajudar a reduzir a incidência da doença. Dados da pasta revelam que o câncer de boca está mais presente entre homens e que 70% dos casos são diagnosticados em indivíduos com idade superior a 50… Veja mais

Novembro Azul: Homens precisam encarar o câncer de frente

Novembro Azul: Homens precisam encarar o câncer de frente

Quando o assunto é cuidar da própria saúde, os homens são mais resistentes do que as mulheres. “O homem brasileiro precisa se tornar consciente da sua saúde e da necessidade de fazer avaliação periódica com seu médico”, alerta o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), Sebastião Westphal. Esse chamamento ao público masculino para cuidar… Veja mais

Poucos sabem sobre o câncer de ovário, o primo cruel do tumor de mama

Poucos sabem sobre o câncer de ovário, o primo cruel do tumor de mama

Em Outubro, fico especialmente incomodada com a invisibilidade dos tumores de ovário. Então, de cara, vou chamando a sua atenção, se está encafifada com a saúde porque teve episódios de câncer de mama na família. Vou dobrar a sua preocupação: zele pelos seus ovários também. Quando há casos de familiares com tumor de mama, especialmente abaixo dos… Veja mais

Outubro Rosa: 90% dos tumores na mama são gerados por estilo de vida e 10% por genética

Outubro Rosa: 90% dos tumores na mama são gerados por estilo de vida e 10% por genética

Ter casos de câncer de mama na família não é o principal fator de risco para desenvolver a doença –a origem hereditária representa menos de 10% dos casos. A maioria dos tumores de mama (90% a 95%) é causada por mutações genéticas não hereditárias, ou seja, associadas a fatores ambientais e reprodutivos, explica Guilherme Ilha de… Veja mais

FDA discute uso de placebo em estudos clínicos na oncologia

FDA discute uso de placebo em estudos clínicos na oncologia

Para pacientes oncológicos ou com malignidades hematológicas que têm terapia efetiva disponível, o uso de placebo e não de um tratamento ativo não é mais aceitável. É o que diz recomendação do FDA, publicada 23 de agosto. A agência norte-americana argumenta que o controle ativo é sempre preferível ao placebo. “Uma opção é conduzir um… Veja mais