Outubro Rosa: Mês de conscientização sobre o câncer de Mama

A importância da conscientização

Apesar da popularidade global, o Outubro Rosa ainda não foi oficializado no Brasil como o mês de conscientização sobre o câncer de mama, o segundo mais incidente nas mulheres mundialmente. O texto (PLC 32/2018) foi aprovado sem ressalvas pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e seguiu para análise do Plenário do Senado em 05 de setembro. Se oficializado, fará parte da agenda oficial do país e deverá contemplar atividades para alertar a população sobre a doença, prevenção, diagnóstico e tratamento.

A data entrou no calendário de saúde quando a Susan G. Komen Breast Cancer Foundation organizou a primeira “Corrida pela Cura”, em Nova York, para arrecadar fundos para pesquisas de câncer de mama. Foi em 1997 que a corrida abraçou o laço rosa a fim de sensibilizar a população. Neste momento, as cidades começaram a ser enfeitadas com laços cor de rosa em locais públicos. No Brasil, a primeira ação de Outubro Rosa que se tem conhecimento foi em 2002, no Parque Ibirapuera, em São Paulo, com a iluminação rosa do Obelisco Mausoléu ao Soldado Constitucionalista.

Prevenção e diagnóstico

A principal forma de detecção precoce do câncer de mama é a visita ao médico regularmente, além da recomendação de mamografia anual para mulheres acima de 40 anos.

O autoexame é importante, mas não substitui a mamografia, uma vez que só permite a percepção do tumor quando tem um tamanho que permite ser palpável. O ideal é ter o diagnóstico em fase inicial, ainda assintomático. O autoexame deve ser realizado cinco a 10 dias antes ou depois da menstruação, período em que o corpo da mulher já não estará alterado em decorrência do período menstrual.

Os principais sinais da doença na fase sintomática são:

  • Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
  • Alterações no bico do peito (mamilo);
  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
  • Saída espontânea de líquido dos mamilos.

Converse com o seu médico e faça os seus exames.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *